VOU DE TÁXI… AÉREO!

 

 Ah! como eu sou

um poeta dinâmico

posso fazer voo

panorâmico

sobre a cidade;

 

lá de cima

nos meus recessos

escrevo meus versos

enquanto os otários

se entulham na condução

perdem horários

e tomam esculhambação!

Não tenho culpa

pelo transtorno da cidade,

sou poeta-alcaide

e não sou mágico

e na hora do rush trágico

e do trânsito funéreo

eu vou de táxi… aéreo!

Ah! Quem é meu amigo

nada mesmo teme

viaja comigo pelo alto

não se desgasta

no asfalto

e ainda vai

curtir o “treme”!

O povo beócio

não entende,

afinal,

que aqui por cima

não só pra fazer rima

estou além

do bem

e do mal!

FrankSarney2

 

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s