SETEMBROS

FRUTOS1

Agora

que setembro

desenha sinuosas

sombras pelo chão,

minhalma caminha

nos paralelepípedos

e insiste

nas memórias

que estas ruas

guardam;

 

Agora

que os frutos

estão dispostos

nessas travessas

e as fomes

de janeiros

adormeceram,

é tempo

de construir

uma outridade,

um outro sonho;

 

Agora

que os caminhos

se bifurcam

é tempo

de escolhas

e risos e choros,

que setembro

inaugura

neste primeiro

dia de sua

eternidade.  

FRUTOS2

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s