POEMA DA SEGUNDA-FEIRA DE CARNAVAL

resolvi dar um tempo
e voejar sobre
minhalma.

faz tempo que
não nos vemos
quase estranhos
que alados
se reencontram.

meu olhar sobre mim
é o de um arcanjo
com uma espada
sobre a cabeça
do incauto
que ousou
voejar onde
antes anjos
e deidades
apenas tocaram
este céu, este solo
sagrado eterno
chamado
memória.

Para Joel Cardoso, Antonio Juraci Siqueira, Rufino Almeida, João Jorge Reis, Jorge Andrade, Walcyr Monteiro, Walbert Monteiro, Linda Ribeiro, Eduardo Santos, Carlos Correia Santos.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s