UM LIVRO CHAMADO VOCÊ

Para Inês Garcia, minha irmã, que comemora sua 46ª edição em 2013

livros-abertos

 

Pense que você é um livro.

Um livro atirado no mundo das sensações com as suas múltiplas possibilidades.

Você nasce e cresce – eis sua primeira edição.

Pense que você é um livro.

Um livro que está sempre ali ao alcance de quem o quiser decifrar.

Um livro como um amigo com suas páginas abertas como braços.

Cada ano vivido você imagina que vai melhorando sua edição.

Um bom livro é aquele que, mesmo depois de muito tempo, ainda apresenta novidades para quem ousa se aproximar dele, abri-lo, decifrá-lo.

Pense que você é um livro.

Que livro você gostaria de ser?

Drama, aventura, humor, romance, contos, poemas.

Um livro denso. Ou um livro para lazer.

Um livro imenso. Ou um pequeno, mas dificil de esquecer.

Pense que as pessoas são livros.

Livros cheios de dramas, aventuras, angústias, sonhos, humor, romances, contos, poemas.

Quantos livros você já leu na sua vida?

Quantas vezes você já se aproximou de alguém para ousar decifrar aquela pessoa?

Pense em você como um livro.

Como está a sua edição atual?

Você está contente com ela?

Pense na vida como um livro.

Agora, me diga, de verdade: quantas páginas ainda você acha que vai decifrar?

livroaberto

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “UM LIVRO CHAMADO VOCÊ

  1. João Paulo Henrique Brito

    Livro, o que é ? veiculo de informação, e livro da vida ? pessoas, gentes, amantes, enamorados, vovós, vovôs, pais, professores, vizinhos, AMIGOS, parentes, enfim, cada ser humano, que diretamente e indiretamente vai escrevendo nossa estória, no livro da escola da vida. Nela, não há tempos para ensaios. A escola da vida, contém valiosos livros humanos. O universo humano, é magnífico, pois contém experiências existências, que alimentam no amargô da alma, sendo melodia para o espirito. O universo humano, também têm momentos de silêncio, é a voz do tempo, “pintada” na alma humana, bem ali, no cantinho, há as cores que “falam” o que não ouvimos. Ora, a Vida, é o espertáculo dos espertáculos! Somos atores, diretores, alunos, roteiristas, escritores, ora também, platéia- nesse momento, assistimos os “outros” contracenando nosso PAPEL, em nossa história- È assim, somos feitos de momentos poéticos, somos poetas da vida, infelizmente, só as pessoas mais sensivéis e que vivenciam isso. Alguns, vivem tentando decifrar-nos, mas não conseguem decifrar-se. Diria Sócrates ” Conhece-te a ti mesmo”, ou o mestre jesus ” Amai ao próximo como a ti mesmo”. como posso decifra o outro ou amá-lo, se não tenho a audácia de passar ao menos de minha sala(leia-se ALMA!)? È, nos dias que se seguem, as pessoas estão perdendo a sensibilidade de poetiza suas vidas. Perdendo estão, pois não vão além de suas salas! Muitas até, precisam de uma boa faxina em seus porões, bem, se elas não se dão o trabalho de ir além, como podemos ir ? Isso também é vida, e vê-se no outro. È a arte da solidariedade, permitindo-se viver e navegar esse mar {a}poético chamado VIDA, e VIVER, é correr riscos! De amar, chorar, sofrer, de VIVER, então, o que está esperando para escrever e permitir que outros escrevam sua história ???

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s