VIAGEM ENTRE DOIS MUNDOS

 

A briga promete continuar e a Justiça se omite


Se há uma coisa na qual o Brasil consegue ser campeão é a incompetência. Que varia rápido para mutretagem quando vemos que há interesses escusos e financeiros no meio.

É o caso da tarifa de ônibus a ser cobrada em Ananindeua e Belém. Diz que por causa de uma dissonância entre os senhores Duciomar Costa e Helder Barbalho a tarifa aprovada em Belém (R$ 2,00) não pode ser cobrada em Ananindeua.

Enquanto os manda-chuva não chegam a um acordo, coincidentemente os donos das empresas de transporte de Belém e Ananindeua (leia-se, há 40 anos detentora do oligopólio, a Viação Forte) faturam e enchem os bolsos. É só fazer as contas: os ônibus que saem de Ananindeua cobram R$ 1,85 até o Castanheira. Quem apanha lá paga R$ 2,00. Façam as contas de um ônibus que apanha uns 400 passageiros por viagem e passem a conta e fechem a régua.

Como se sabe que os empresários de transporte é que financiam boa parte das campanhas eleitorais, então… Cala-te, boca!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s