OS CONTWITTERS (4)

Esses nanocontos também nasceram do diálogo improvável da Literatura com a Tecnologia. No universo midiático em que vivemos hoje, a imediatez é uma marca das relações das pessoas com o universo que as cercas, mesmo com as outras pessoas.

Não é à-toa que tenham surgido ultimamente tantos sites de relacionamentos, e um deles – o Facebook – seja um negócio bilionário. No século da aceleração, a Literatura que esse tempo pede, dentro de seu micro/macrocosmo mais representativo, é a que dele seja emblemática: rápida, direta, objetiva, cortante e ao mesmo tempo reflexiva.

Att,

@garciabraganca

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s