O CONTO E O DONO DO CONTO

Dentro dos limites da criação, dos quais falou Sábato (veja post sobre o tema), acabei me vendo neste dilema: o que mais importa é o enredo ou a escrita do texto? Definitivamente, como se conta algo é mais importante do que aquilo que se conta.

No caso do livro Contwitters a lógica se reverteu: importava mais provocar no leitor a expectativa e quebrá-la, do que ofertar mais do mesmo.

E, assim, as criaturas se revelaram mais ousadas – muitas vezes – do que seu criador.

Att,

@garciabraganca

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s