ESCRITOR PARAENSE LANÇARÁ QUATRO OBRAS DURANTE A FEIRA DO LIVRO

Fonte:http://www.feiradolivro.pa.gov.br/escritor-paraense-lancara-quatro-obras-durante-a-feira-do-livro

 

Com 30 anos de carreira e cerca de 36 obras publicadas, o escritor paraense Alfredo Garcia é um contador de história nato. Formado em Comunicação Social, especialista em Teoria Literária e Mestre em Estudos Literários pela Universidade Federal do Pará (UFPA) descobriu cedo o gosto pelos livros ao ganhar da avó na infância uma coleção composta por seis livros de Monteiro Lobato, na década de 1970. Da leitura para a escrita, não demorou muito, e na década seguinte, já escrevia seu primeiro livro. Atualmente o escritor é considerado referência na literatura paraense e será um dos convidados do Encontro Literário Paraense, da XX Feira Pan Amazônica do Livro, entre os dias 27 de maio e 5 de junho, no Hangar.

FOTO.GARCIA.LIVRO.EDITADA

Autor de livros de contos, poesia e crônicas, além de diversos títulos em literatura infanto-juvenil, muitos deles premiados, ele pretende dividir com o público um pouco dessa experiência vivida em meio aos livros durante o Encontro. “Fui instigado a falar sobre premiações. Tenho um razoável know how quanto a isto por já ter obtido mais de uma centena de premiações em concursos literários regionais e nacionais. Mas entendo que o livro premiado nem sempre é aquele que faz sucesso junto ao público”, afirma.

Durante a Feira, o escritor também estará autografando seus mais novos trabalhos: “Bibliocantos” (Poemas), “Dez contos por Belém” (Contos) e “Poemas Ronronados” e “Circo pelo avesso” (Twee Editora), sendo os dois primeiros dedicados ao público adulto e os dois outros para o infanto-juvenil.

GARCIA.JOEL

f

f

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

#MIGASUALOKA – Coluna de 23/04/2016

MIGALOKA

GOLPE, NÃO!
Miga, num perde! Diz que uma miga de uma miga que é amiga da cabeleireira da empregada da vizinha ouviu num salão: “Num vai tê golpe, é? Então vai ter é talho na tua cara!” Lascou-se!

miga23c

LÁLÁLÁLÁ
Miga e num é que o migo loco, que é o SÍLVIO SANTOS, manteve o programa dele no ar com todas as outras emissoras transmitindo o tal do IMPEACHMENT? Uma miga nossa disse que a-d-o-r-o-u. Ela gosta de ver ROLETRANDO…

 

miga23d

LÍNGUA
Miga, num sei se já te disseram, mas eu que fiz o ARTIGO 99 e tenho diploma do CIENTÍFICO, te dou os papos: para de dizer assim “Eu amo ela”, “Eu podia amá-la”, “Nunca mais vi ela”. Fica feio, pequena. MOELA é miúdo de galinha; MALA você sabe o que é (suponho!); VIELA é uma rua bem pequena, doida!

 

RECATADA, EU?

Miga minha se doeu com essa história de “bela, recatada e do lar”. Rasgou o verbo no shopping:

– EU SOU É FEIA, QUENGA E ADORO DÓLAR!

 

miga23g

FEICEBURRO?
Outra coisa, miga: diz praquela tua miguxa que posa de intelectual só porque leu a CARTILHA DE ABC, que tá errado ela dizer no FB que se EMOSSIONA quando HOUVE o ROBERTO CARLOS cantando CHUVAS DE VERÃO.

Três erros numa única frase, miga! O certo é EMOCIONA, houve é do verbo HAVER(o certo é OUVE, do verbo OUVIR) e quem canta CHUVAS DE VERÃO é JOSÉ AUGUSTO, tá sua desinformada?

miga23h

OLIMPÓ

Vamos combinar: uma ciclovia chamada de TIM MAIA tinha que virar pó, né não, migas?

 

FRASE DA SEMANA

Se você quiser saber dos meus defeitos, pergunte aos meus amigos: eles sempre me perdoam. Se você quiser saber das minhas qualidades, pergunte aos inimigos: eles não me perdoam.

MARQUÊS DE SAPUCAIA

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

#MIGASUALOKA – Coluna de 15/04/2016

MIGALOKA

DESCARTES?
Miga, NÃO PERDE! Diz que o bofe ligou pra uma miga Idiotiane:

  • Oi, mô, olha num vai dá preu ir hoje naquele chope com a turma.

  • Ah! Fala sério, bebê, tava tudo certo…

  • Num dá. Vô tê um seminário sobre Descartes na facul…

  • Ah, bom, se é assim, por uma boa causa…

  • Como assim?

  • O lance de não usar descartáveis, né? Ajudar o meio ambiente!

  • PQP!

miga1504c

PAIXONITE
Miga, NÃO! Tu juras? Sério que tu foste apaixonadérrima pelo LAURO CORONA, uns dez anos depois que ele já era purpurina? Miga, tu num sabia que o cara era gay?

 

miga1504b

 

PAPO DEZ
Miga, VOU TE DAR OS PAPOS: sensor de ré não compensa barbeiragem. Só digo!

 

MIGA2

MALDIÇÃO
Miga, toma jeito! Como é que você quer dar uma de boazona no English e digita pro bofe assim: “Hi, my love!” e o maldito corretor ortográfico muda pra: “Hélio, me leve!”.

NÃO MATEMÁTICA

GATARIADA
Miga, ASSIM NUM DÁ! Para de postar no INSTAGRAM, no FACEBOOK, aquela velha fotinha tua com teu gato – o animal – e a mesma piada chocha: eu e meu gato curtindo a sexta! Já deu, miga!

 

miga1504a

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

ALFREDO GARCIA-BRAGANÇA (Entrevista)

Por Vítor Barros

Esse ano a feira tem como tema “Terra: País de todos”. Você consegue enxergar alguma relação com a sua obra?

Sim. Tanto pontualmente, por viver nesta região impregnada de mitos e mistérios, maiores que as nossas forças e desejos de fazê-la Literatura, quanto por diversos livros meus abordarem a vida neste planeta insólito, povoado por nós, humanos, raça imperfeita que teima em se dizimar, e pela minha preocupação com a ecologia, registrada em livro infantil lançado há 24 anos, chamado “Clarinha e o Pé-de-Vento”.

Pretende falar sobre o que no Encontro Literário que o senhor vai participar?

Fui instigado a falar sobre premiações. Tenho um razoável know how quanto a isto por já ter obtido mais de uma centena de premiações em concursos literários regionais e nacionais. Mas entendo que o livro premiado nem sempre é aquele que faz sucesso junto ao público.

Como é o cenário…

Ver o post original 242 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

ALFREDO GARCIA-BRAGANÇA (Entrevista)

Por Vítor Barros

Esse ano a feira tem como tema “Terra: País de todos”. Você consegue enxergar alguma relação com a sua obra?

Sim. Tanto pontualmente, por viver nesta região impregnada de mitos e mistérios, maiores que as nossas forças e desejos de fazê-la Literatura, quanto por diversos livros meus abordarem a vida neste planeta insólito, povoado por nós, humanos, raça imperfeita que teima em se dizimar, e pela minha preocupação com a ecologia, registrada em livro infantil lançado há 24 anos, chamado “Clarinha e o Pé-de-Vento”.

Pretende falar sobre o que no Encontro Literário que o senhor vai participar?

Fui instigado a falar sobre premiações. Tenho um razoável know how quanto a isto por já ter obtido mais de uma centena de premiações em concursos literários regionais e nacionais. Mas entendo que o livro premiado nem sempre é aquele que faz sucesso junto ao público.

Como é o cenário editorial para os escritores paraenses na atualidade?

Precário. Não há apoio ao fomento de editoras por parte de nenhuma instância governamental e as poucas que existem se digladiam por um mercado ainda em construção. Há muitos e bons autores, excelentes ilustradores e publicações de qualidade.

 

GARCIA.JOEL

Quantos títulos individuais o senhor já contabiliza na sua careira? Qual deles marcou mais a sua trajetória?

Contabilizando até este mês de abril de 2016 são 36 títulos publicado em 30 anos de trabalho literário. Cerca de sete títulos estão prometidos para serem lançados na Feira Pan-Amazônica do Livro, mas dependem de fatores que não a vontade do autor.

O que o senhor tem de lançamento para apresentar ao público da feira?  Se sim, fale um pouco sobre essas obras.

Bom, de concreto terei para autografar dois livros para o público adulto e outros dois para o infanto-juvenil: “Bibliocantos” (Poemas), “Dez contos por Belém” (Contos) e “Poemas Ronronados” e “Circo pelo avesso” (Twee Editora).

GARCIA.CARICA

 

Como começou o seu gosto pela escrita?

Lá no ano de 1970, quando minha avó paterna, Constance Garcia, me presenteou com uma coleção de seis livros de Monteiro Lobato. Há exatos 46 anos, portanto, sou um leitor voraz. Atualmente não leio menos que cinco livros por mês.

capa GITOS valendo (1)

Quais as suas referências literárias?

Inúmeras. Cito algumas delas: Monteiro Lobato, Machado de Assis, Rubem Fonseca, Ignácio Loyola Brandão, Dalton Trevisan, Jurandir, Max Martins, além de Tchekov, Júlio Cortázar, Horácio Quiroga, Balzac, Maupassant, Verlaine, Baudelaire, Mallarmé.

 

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

#MIGASUALOKA – Coluna de 08/04/2016

MIGALOKA

OLHA A PAMONHA!

Miga, só tô te dando os papos: sabe aquele VESTIDO AMARELO que você A-D-O-R-A usar para as baladas com um cinto branco de fivelona tipo a da MULHER-MARAVILHA? Pois vai aqui minha dica: miguxa, já te disseram que você fica sem tirar nem por uma pamonha vendida na beira de estrada? Só achooooo!

MIGA.PAMONHA

 BÁ-BÉ-BI-BÓ-BRUXA!
Miga, não sou do ESQUADRÃO DA MODA, mas acho bom te dar uns toques: sabe aquele sapato que alguém (só queria saber quem foi pra gente esfolar vivo!) te disse que é estiloso? Miga, papo reto: NÃO É! Tem mais: é sapato estilo BRUXA de contos de fadas, saca? É porque tu não viste, miga, mas quando entras nas festas, sempre alguém cochicha: “Onde ela estacionou a vassoura?”. Só digoooooo!

 

PELO AVESSO

Miga, um toque: sem essa de querer espalhar que é MODA, estilo de famosos e tals, mas que você foi dar aulas com o VESTIDO DO AVESSO, ah! Isso a gente não vai esquecer NUNCA,podexá!

MIGA.AVESSO

 CROCANTE?

Miga, na real: você que tem no máximo 30 anos e que tá com algum rolo com um cara acima de 45 anos, deixa de ser inconvincente e canhestra (babou, miga? Vai ver no Aurélio!), que se queixa de dores aqui, ali e acolá, para de zoar o sujeito dizendo que se os ossos dele fazem croc-croc é porque ele tá ficando CROCANTE! Deus tá vendo, hem!Velhice-crocante

LÍNGUA

Como esta coluna é do tempo em que jornalista tinha RESPONSABILIDADE SOCIAL, vou dar uma dica de LÍNGUA PORTUGUESA: miga, você sabe o que significa EXCETO? Não? Vejamos: na sua família, todo mundo é GENTE BOA, exceto você. Entendeu ou quer que eu desenhe? Upalêlê!

 

FRASE DA SEMANA

“Há dias em que eu acordo com uma vontade danada de viver e trabalhar muito. Aí fico na cama e a vontade passa…”.

SÉRGIO LIGEIREZA, epicurista

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

#MIGASUALOKA – 01.04.2016

MIGALOKA

CANTA, MAS CANTA CERTO, TÁ?
Miga, só acho – sua aspirante a Joelma -: para de cantar a letra errada de “Noite do Prazer” no videokê quando rolam músicas dos ano 80! Já te disse que não é nem nunca foi TROCANDO DE BIQUÍNI SEM PARAR, mas sim: TOCANDO B.B. KING SEM PARAR.
Desculpa, miga, tipo eu fiz o GINASIAL no GEOB… Já tu, né? Aceita!

miga6

 

 ESTUDA, MAS…
Miga, vou dar os papos pra ti: para de fazer tanto seminário nas facul! Tu vai acabar arcebispa ou papisa! Só acho…

 

miga5

 

PEDIDO INDECENTE
Miga, um toque: fica feio você pedir na padaria, com teu bofe do lado, pro atendente trazer SEIS CARECAS BEM GOSTOSOS E MORENOS, QUENTINHOS… Só acho!

susto_meme-www.memegen.com

 

TOME JEITCHO
Miga, assim: não rola você pagar agora de politizada, sendo que eu sei que votaste no Delerusca Pastinha, e ainda fazer Camões dar um salto mortal duplo na tumba, ao escrever que a Dilma nunca foi tão OMILHADA. Só acho…

 

miga4

#SETOQUEMIGA

* Miga, não confunda BARAFUNDA com FURA-BUNDA.

** Miga, anote: deixar de comer carne vermelha NÃO INCLUI o bofe, só o BIFE.

*** Miga, numa roda de papo, quando falarem sobre O PRÍNCIPE, não te avexa em dizer que já leste, e pega a citar O PEQUENO PRÍNCIPE, sua maluca!

**** Miga, sabe porque FOCINHO DE PORCO não é tomada? Não sabe?TÔ CHOCADA CONTIGO!

***** Miga fica a dica:  não é a MAQUIAGEM que faz a pessoa; é a pessoa que faz a MAQUIAGEM.

Bye, babies. See you later.

 

FRASE DA SEMANA

“O problema com os idiotas é que eles se acham perfeitos. E muitos são.”

Bia Botega, colaboradora

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized